É seguro comer sushi? Saiba o que se esconde nessa iguaria

Fonte: TECMUNDO

Em estudo publicado na revista Frontiers in Microbiology, pesquisadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), apresentam o mapeamento de microrganismos encontrados em peixes e frutos-do-mar, levantando novo alerta sobre o consumo cru desses alimentos.

Shushi, sashimi, ceviche, poke e tantos outros pratos culinários utilizam o peixe cru como base de preparo. Mas apesar da deliciosos, também podem ser um risco para a saúde.

Sejam do mar ou do rio, peixes, crustáceos e moluscos podem conter bactérias, parasitas ou até contaminantes que podem interferir na saúde humana. Entre as mais comuns, são encontradas contaminações por mercúrio e por parasitas como o platelminto do gênero Diphyllobothrium, conhecido popularmente como tênia do peixe.

Já entre as bactérias a Listeria monocytogenes, Vibrio parahaemolyticus, Salmonella, Pseudomonas, entre outras são as mais encontradas em amostras de pescados. Essas bactérias, causar infecções gastrointestinais, febre, dores musculares, ocasionando desde quadros leves a complicações graves, como sepse, destruição de tecidos moles e neuropatias.

Todavia a bactéria alvo da pesquisa norueguesa é a aeromonas, devido a um aumento de casos de infecção por esse microrganismo. Em seu estudo, a equipe relata que diversas pesquisas evidenciam a necessidade de atenção com essa bactéria, sendo ela considerada um “patógeno emergente de origem alimentar”.

Em amostras de alimentos com peixe cru, comprados na Noruega, ao todo foram identificadas 22 cepas, em 8 espécies diferentes de aeromonas.

Entre os achados, a equipe encontrou um alto grau de virulência, mecanismos de escape de barreiras imunológicas, esquema de secreção de toxinas, e sinais de aumento de potencial resistivo a antibióticos.

É o fim do rodízio?

Calma, não é o fim do seu rodízio, mas é um alerta para você ter cuidado. De acordo com o Guia Alimentar do Ministério da Saúde, ao escolher peixes, preste atenção se os peixes frescos estão corretamente refrigerados e apresentam escamas bem aderidas ou couro íntegro. As guelras devem estar rosadas e os olhos brilhantes e transparentes.

Caso opte pela compra de peixes congelados, eles devem estar devidamente embalados e conservados em temperaturas adequadas. Evite embalagens com acúmulo de água.

Para comer seu sushi em segurança, frequentes restaurantes confiáveis e especializados no preparo desse tipo de alimento. Observe a cor, textura e se o alimento apresenta cheiro forte. Caso suspeite, não coma!

Alimento seguro

O consumo de pescados traz diversos benefícios à saúde. Proteínas, zinco, B12 entre outras vitaminas podem ser encontrados nesse tipo de alimento. A quantidade recomenda é de uma ou duas porções de peixe por semana. Garantindo qualidade e procedência é possível manter o peixe, ainda que cru, na sua dieta de forma segura.

 

Search

Notícias Relacionadas