Três pessoas morrem após tomar milkshake contaminado

Outras três foram hospitalizadas após consumirem o milkshake; lanchonete Frugals afirma que irá colaborar com as investigações e fará as mudanças necessárias para evitar que este tipo de situação ocorra novamente

Fonte: Uol Notícias

Ao menos três pessoas morreram nos Estados Unidos após tomar milkshake contaminado com a bactéria Listeria e outras três foram hospitalizadas. A bactéria foi encontrada em máquinas de sorvete que não haviam sido higienizadas corretamente.

Entenda o caso

O caso ocorreu na lanchonete Frugals, em Washington entre 27 de fevereiro e 22 de julho, e de acordo com as informações, todas as vítimas tinham o sistema imunológico ‘enfraquecido’. Todos os sabores da bebida estavam contaminados. Segundo as autoridades de saúde americanas, as máquinas não foram limpas corretamente, levando à presença das bactérias. A análise genética das bactérias presentes nos milkshakes mostrou que era a mesma cepa de Listeria que causou hospitalizações O restaurante Frugals parou de usar as máquinas no dia 8, logo após os testes, mas a Listeria pode provocar doenças até 70 dias após a exposição. 

O Centro de Controle de Doenças (CDV) dos EUA informou que a infecção pode ser inofensiva para a maioria dos sistemas, contudo, estão em risco pessoas que têm um sistema imunológico enfraquecido, tenham mais de 65 anos, grávidas e recém-nascidos.

O que é Listeria SP.?

Listeria sp. é um gênero de bactérias de bastonetes gram-positivos, anaeróbios facultativos e que se movem por flagelos. Elas crescem em temperaturas de 0 a 42º C, podendo ainda se multiplicar lentamente em temperaturas de refrigeração. 

O gênero Listeria compreende seis diferentes espécies, sendo somente duas destas consideradas patogênicas: L.monocytogenes, patogênica aos seres humanos; e L. ivanovii, patogênica principalmente a animais, como ovinos e bovinos.

Onde a Listeria SP. pode ser encontrada?

Procurando por alimentos ricos em proteínas e fontes de energia de fácil aquisição, Listeria sp. como a Listeria monocytogenes são mais encontradas em alimentos de origem animal, mas ainda assim podem estar presentes em vegetais e frutas. 

Suas principais formas de inoculação incluem a infecção do animal antes mesmo dele passar pelo processo de industrialização (o que é o caso mais comum), assim como a transmissão por contato com fezes de aves ou irrigação do campo com água contaminada. Diversos alimentos contaminados por Listeria sp. já foram descritos na literatura. Carnes embaladas, presunto, peixes, assim como leite e seus derivados são os principais exemplos.

Quais os riscos que a Listeria SP. pode trazer para a sua saúde?

Dentre as diferentes bactérias do gênero Listeria sp. a Listeria monocytogenes é a mais perigosa. A intoxicação por esse microorganismo pode causar listeriose, uma doença extremamente perigosa para pessoas que possuem um sistema imune prejudicado e mulheres grávidas. 

Pessoas saudáveis raramente ficam doentes por uma infecção de L. monocytogenes, mas bebês e fetos podem morrer facilmente caso entrem em contato com a bactéria. 

A administração de antibióticos é a forma mais comum de lidar com os sintomas da doença. Surtos de listeriose são documentados em escala mundial desde a década de 90, e até hoje continuam acontecendo em proporção preocupante. 

Na África do Sul, em 2017, ocorreu o pior surto mundial documentado causado por Listeria monocytogenes. O Instituto Nacional de Doenças Comunicáveis (NICD) confirmou 852 casos de listeriose, e 107 mortes causadas pela bactéria. 

Desses 852 casos confirmados, 42% ocorreram em bebês com menos de 1 mês de idade. Bebês, mulheres grávidas, idosos e pessoas com imunidade baixa fazem parte do grupo de risco de listeriose.

Leia mais sobre Listeria clicando aqui.

Pronunciamento da lanchonete Frugals

“Estamos com o coração partido e lamentamos profundamente qualquer dano que nossas ações possam ter causado”, escreveu a lanchonete em um comunicado.

Em um post no Facebook, a lanchonete informou que interrompeu a venda de milkshakes em todas as suas lojas e disse que todas as máquinas vão passar por testes para detectar a presença da bactéria. A Frugals também afirma que irá colaborar com as investigações e que fará as mudanças necessárias para evitar que esse tipo de situação ocorra novamente.

Pessoas hospitalizadas

As seis pessoas hospitalizadas pertenciam ao grupo de risco, tornando-as mais suscetíveis à doença, segundo informaram as autoridades de saúde. A direção da rede de restaurantes declarou estar trabalhando para identificar e conter a fonte da Listeria, submetendo suas máquinas de milkshake a ciclos de limpeza e testes adicionais. 

A Listeria pode ser tratada com antibióticos, mas pode causar doença grave, especialmente em grupos de risco. Sintomas de intoxicação alimentar por Listeria incluem diarreia, vômitos, febre, dores de cabeça, rigidez no pescoço, confusão mental e sintomas semelhantes à gripe.

É importante que a sua empresa estabeleça um programa para controle de patógenos no ambiente de manipulação de alimentos, com o objetivo de garantir que uma contaminação presente na fábrica seja identificada antes de contaminar efetivamente o produto. Existem protocolos apropriados para avaliar a presença de Listeria no ambiente industrial e definir um programa de controle de patógenos apropriado, de acordo com as características de produção de cada fábrica. A BRQuality pode auxiliar nesta atividade. Clique aqui e solicite seu orçamento. 

 
Search

Artigos Relacionadas

Exemplos de APPCC para Carnes

Por: Keli Lima Neves Em todos os meus treinamentos sobre APPCC, sempre deixo claro que não há uma receita para construção do Sistema de APPCC.

Agenda ANVISA 2024-2025

Por: Keli Lima Neves Para você se preparar com os temas que serão trabalhados pela ANVISA em 2024 e que podem trazer alterações nas práticas

A BRQuality é uma empresa focada em desenvolver soluções criativas junto aos seus clientes, oferecendo treinamentos e consultorias personalizados, desmistificando e descomplicando o que parece difícil, deixando as equipes preparadas para dar continuidade nos programas e entender sua interação na cadeia de alimentos de forma responsável.