DICAS PARA LABORATÓRIOS: Garantindo a eficiência dos fluxos laminares e cabines de segurança biológica

Agora que você já conhece a diferença de aplicação entre esses dois tipos de equipamentos, precisa cuidar para que eles funcionem da melhor e mais eficiente maneira possível em seu laboratório.

Algumas ações são necessárias antes de se iniciarem os trabalhos dentro de fluxo laminar ou da cabine de segurança biológica, a fim de se garantir a assepsia do ambiente analítico e a segurança dos resultados de análises:

  • Limpar a cabine e o fluxo antes do uso, antes de ligar a luz ultravioleta e após o uso, após o período de esterilização com a luz ultravioleta. Utilizar álcool 70% para essa limpeza.
  • Ligar a lâmpada ultra violeta antes do início dos trabalhos, mantendo-a por pelo menos 20 minutos para a desinfecção do ambiente. Esse tempo pode variar de acordo com a marca do equipamento, por isso é importante seguir a recomendação do fabricante. Enquanto a lâmpada estiver ligada, o analista não pode utilizar o fluxo, pois ela pode causar queimaduras.
  • Deixar o ligado por 15-30 minutos antes de iniciar os trabalhos, para que o ar do interior do equipamento seja renovado, garantindo assim a esterilidade do ambiente.
  • Sanitizar com álcool 70% a parte externa de todo material que será utilizado nos trabalhos dentro de cabine e fluxo (tesouras, pipetadores, frascos contendo amostras e diluições etc).
  • Trabalhar com o vidro do fluxo sempre abaixado
  • Fazer a troca dos filtros conforme recomendação do fabricante, o que pode ser de acordo com as horas de uso, por exemplo
  • Controlar a vida útil da lâmpada germicida
  • Realizar, frequentemente, manutenção preventiva e qualificação do equipamento, para que sua eficiência esteja assegurada.