Dia Mundial da Segurança dos Alimentos

Alimento Seguro, Melhor Saúde!

A ONU (Organização das Nações Unidas), vem desenvolvendo ao decorrer de anos diretrizes e metas para o desenvolvimento sustentável mundial com o intuito que os países criem estratégias para o cumprimento de tais metas e gradativamente chegue aos objetivos previstos para 2030. Essas metas são as ODS’s, que são divididas em 17 linhas de atuação as quais se subdividem em mais diversos temas de problemas sociais, econômicos e ambientais.

Foi visando o cumprimento de duas dessas ODS’s que a ONU instituiu o Dia Mundial da Segurança Sanitária dos Alimentos para que ele sirva como marco do cumprimento das regras sanitárias impostas pela FOA/OMS em seus Instrumentos de Avaliação dos Sistemas de Controle de Alimentos. Assim, no dia 7 de junho incentiva-se que sejam promovidos eventos de conscientização da importância da correta higienização e precedência dos alimentos, desde sua plantação até a chegada na mesa.

Essa data foi instituída em 2018. Seu principal objetivo é chamar a atenção e inspirar ações para ajudar a prevenir, detectar e gerenciar riscos de origem alimentar, contribuindo para a segurança dos alimentos, saúde
humana, prosperidade econômica, agricultura, acesso a mercados, turismo e desenvolvimento sustentável.

O consumo de alimentos infectados pode ocasionar doenças sérias ou até a morte, por isso o dever do estado e direito da população do acesso ao alimento seguro, trazendo benefícios tanto para a saúde física quanto mental, para o bem estar e qualidade de vida.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) 600 milhões de pessoas – quase 1 em cada 10 pessoas no mundo – adoecem e 420.000 morrem todos os anos devido às DTHA (Doenças Transmissão Hídrica e Alimentar). As crianças menores de 5 anos, carregam 40% da carga de DTHA, com 125.000 mortes a cada ano.

No Brasil, no período de 2007 a 2020, foram notificados, por ano, uma média de 662 surtos de DTHA, com o envolvimento de 156.691 doentes, 22.205 hospitalizados e 152 óbitos.

Em pesquisa feita pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP por técnica de amostragem da população, grande parte dos brasileiros não sabem as formas corretas de higienização e armazenagem de seus alimentos e para mitigar esse problema a universidade desenvolveu a Cartilha Armazenamento dos Alimentos na Geladeira, levando informações para a obtenção de um alimento seguro, através desta pesquisa foi possível observar que a maioria dos casos de infecções alimentares no Brasil, ocorrem pela falta de adesão das boas práticas de manipulação de alimentos em casa.

Veja as 5 chaves para a uma alimentação mais segura.
“Segurança dos alimentos, assunto de todos” é o lema do Dia Mundial da Segurança dos Alimentos e é exatamente isso que acreditamos, o SEMEAR existe com esse objetivo, levar informação para todas as
pessoas envolvidas na manipulação de alimentos.

Depois de todas essas informações chegamos ao momento de te perguntar: E você, higieniza e armazena seus alimentos da forma adequada? O seu alimento é seguro?

 

Fontes:

  • Página oficial da ONU ODS’s:
    https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/sustainable-development-goals.html?utm_source=EN&utm_medium=GSR&utm_content=US_UNDP_PaidSearch_Brand_English&utm_campaign=CENTRAL&c_src=CENTRAL&c_src2=GSR&gclid=Cj0KCQjwspKUBhCvARIsAB2IYuuC1ax7O4YOdKbOMuRsA12uw2JidstLI1S7llNhvS3DMtL_ggmy35saAkzmEALw_wcB
  • Página oficial da ONU OPAS: https://www.paho.org/pt/campanhas/dia-mundial-da-seguranca-dos-alimentos-2022#dmia21-mascara
  • Página oficial da ONU News: https://news.un.org/pt/story/2021/06/1752552
  • Guia para o Dia Mundial da Segurança dos Alimentos 2022
  • Jornal da USP: https://jornal.usp.br/universidade/pesquisa-da-usp-mostra-erros-de-higiene-na-cozinha-que-colocam-a-saude-em-risco/

OPAS: Organização Pan America para saúde
FAO: Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura
ODS: Objetivos de Desenvolvimento sustentável

Artigos Relacionadas

A BRQuality é uma empresa focada em desenvolver soluções criativas junto aos seus clientes, oferecendo treinamentos e consultorias personalizados, desmistificando e descomplicando o que parece difícil, deixando as equipes preparadas para dar continuidade nos programas e entender sua interação na cadeia de alimentos de forma responsável.