Rastreabilidade

 

 

” A calibração garante uma boa medição.”

 

 

 

Toda vez que calibramos um instrumento de medição temos que calcular a incerteza de medição, levando em conta toda a cadeia de rastreabilidade, ou seja, não basta evidenciar que o padrão utilizado na calibração foi calibrado por um laboratório credenciado.

 

 

É importante que conste no certificado de calibração do instrumento de modo claro a incerteza de medição acumulada, levando em conta além da incerteza  padrão, toda as incertezas que afetam a calibração do referido instrumento. A rastreabilidade de uma medição é definida pelo VIM (Vocabulário Internacional de Metrologia), conforme segue:

 

 

Cadeia de Rastreabilidade: Sequência de padrões e calibrações utilizada para relacionar um resultado de medição a uma referência.

  1. Uma cadeia de rastreabilidade é definida através de uma hierarquia de calibração.
  2. Uma cadeia de rastreabilidade é utilizada para estabelecer a rastreabilidade metrológica de um resultado de medição.
  3. Uma comparação entre dois padrões pode ser considerada como uma calibração se ela for utilizada para verificar e, se necessário, corrigir o valor e a incerteza de medição atribuídos a um dos padrões.

 

 

Hierarquia de Calibração: Seqüência de calibrações desde uma referência até o sistema de medição final, em que o resultado de cada calibração depende do resultado da calibração precedente.

  1. A incerteza de medição necessariamente aumenta ao longo da seqüência de calibrações.
  2. Os elementos de uma hierarquia de calibração são um ou mais padrões e sistemas de medição operados de acordo com um procedimento de medição.
  3. Para esta definição, a “referência” pode ser uma definição de uma unidade de medida por meio de sua realização prática, um procedimento de medição, ou um padrão.
  4. Uma comparação entre dois padrões pode ser considerada como uma calibração se ela for utilizada para verificar e, se necessário, corrigir o valor e a incerteza de medição atribuídos a um dos padrões.

 Rastreabilidade Metrológica: Propriedade de um resultado de medição pela qual tal resultado pode ser relacionado a uma referência através de uma cadeia ininterrupta e documentada de calibrações, cada uma contribuindo para a incerteza de medição.

  1. Para esta definição, a “referência” pode ser uma definição de uma unidade de medida por meio de sua realização prática, ou um procedimento de medição que engloba a unidade de medida para uma grandeza não ordinal, ou um padrão.
  2. A rastreabilidade metrológica requer uma hierarquia de calibração estabelecida.
  3. A especificação da referência deve compreender a data em que ela foi utilizada no estabelecimento da hierarquia de calibração, juntamente com qualquer outra informação metrológica relevante sobre a referência, tal como a data na qual foi realizada a primeira calibração da hierarquia de calibração.
  4. Para medições com mais de uma grandeza de entrada no modelo de medição, cada valor de entrada deve ter sua própria rastreabilidade e a hierarquia de calibração envolvida pode formar uma estrutura ramificada ou uma rede. O esforço envolvido no estabelecimento da rastreabilidade metrológica para cada valor da grandeza de entrada deve ser proporcional à sua contribuição relativa para o resultado de medição.
  5. A rastreabilidade metrológica de um resultado de medição não assegura que a incerteza de medição seja adequada para um dado objetivo ou que exista uma ausência de erros humanos.
  6. Uma comparação entre dois padrões pode ser considerada como uma calibração se ela for utilizada para verificar e, se necessário, corrigir o valor e a incerteza de medição atribuídos a um dos padrões.
  7. O ILAC considera que os elementos necessários para confirmar a rastreabilidade metrológica são uma cadeia de rastreabilidade ininterrupta a um padrão internacional ou a um padrão nacional, uma incerteza de medição documentada, um procedimento de medição documentado, uma competência técnica reconhecida, a rastreabilidade metrológica ao SI e os intervalos entre calibrações (ver ILAC P-10:2002).
  8. O termo abreviado “rastreabilidade” é, às vezes, utilizado com o significado de “rastreabilidade metrológica”, assim como de outros conceitos, tais como “rastreabilidade de uma amostra, de um documento, de um instrumento ou de um material”, em que o histórico de um item é importante. Portanto, é preferível utilizar o termo completo “rastreabilidade metrológica” para evitar quaisquer dúvidas.

 

 

A rastreabilidade em um processo de medição é fundamental, visto que ela assegura uma referência de medida internacional com os respectivos acúmulos das incertezas de medição além de assegurar uma uniformização das unidades de medidas (SI).

 

 

Hierarquia do Sistema Metrológico

 

 

 

Influência sobre o Consumidor 

 

Medição de parâmetros em processos produtivos: Instrumentos utilizados para medir etapas de processos de fabricação como temperatura de fornos, medidas dimensionais de peças, massas, volumes, etc que fazem parte de algum processo produtivo.

Medição de produtos vendidos ao consumidor: Instrumentos utilizados para medição de produtos que são vendidos diretamente ao consumidor e  podem ser pré ou pós medidos, como pacotes de bolachas, latas de refrigerante, etc.

Medição na área da saúde e seguranaça do trabalho: Instrumentos que são utilizados na medição de pressão arterial, temperatura clínica, detector de gases, decibelímetros, luxímetros, etc

Medição em fiscalizações: Instrumentos que são utilizados para aplicar multas e ou autoações, como radares, decibelímetros, bafômetros, etc

Medição em cobrança de tarifas: Instrumentos que são utilizados para contabilizar consumo, como hidrômetros residenciais, medidor de consumo de energia elétrica, etc

 

 

Além dos exemplos acima existe ainda uma gama bastante grande de instrumentos que podem afetar o nosso dia a dia, diante disso cabe observar a importância de se efetuar uma  medição correta (RASTREADA) , visto que nós como consumidores acabamos sendo afetados direta ou indiretamente por ela.

 

 

Conforme podemos observar na figura acima a incerteza de medição vai aumentando conforme descemos na pirâmide e isso afeta bastante o resultado da medição, pois podemos estar medindo correto, porém com um nível de incerteza muito alto, podendo acarretar prejuízos a consumidores,  fabricantes  e comerciantes.

 

 

 

“A Calibração evita erros nas medidas”

 

 

Fonte: Ceime

Link: https://bit.ly/3aTI0kd

Search

Artigos Relacionadas

Exemplos de APPCC para Carnes

Por: Keli Lima Neves Em todos os meus treinamentos sobre APPCC, sempre deixo claro que não há uma receita para construção do Sistema de APPCC.

Agenda ANVISA 2024-2025

Por: Keli Lima Neves Para você se preparar com os temas que serão trabalhados pela ANVISA em 2024 e que podem trazer alterações nas práticas

A BRQuality é uma empresa focada em desenvolver soluções criativas junto aos seus clientes, oferecendo treinamentos e consultorias personalizados, desmistificando e descomplicando o que parece difícil, deixando as equipes preparadas para dar continuidade nos programas e entender sua interação na cadeia de alimentos de forma responsável.